Requalificação do Largo de São Domingos

Trabalho académico realizado no 4º ano do Mestrado Integrado de Arquitectura, no ano lectivo de 2007/08. Este trabalho foi orientado pela Arquitecta Matilde Pessanha e pretendia-se uma requalificação do Largo de São Domingos, no Porto.

O Largo de São Domingos é um espaço muito irregular. A sua forma irregular parece criar vários sub espaços, esquartejando o espaço, podemos encontrar nele alguns centros importantes e que devem ser marcados como por exemplo, a entrada da ESAP e também a Igreja da Misericórdia.

A enorme quantidade de planos e pontos a assinalar tornam difícil a tarefa de encontrar uma geometria geradora e linhas de força.

Assim sendo, é marcada a entrada do Edifício Douro e também a entrada da Igreja da Misericórdia, uma vez que o edifício da ESAP pela posição que tem no largo de São Domingos, uma posição central e também por ser o edifício mais alto do largo, já por si afirma a sua presença.

Na procura e pesquisa de um padrão que se adequasse e que vestisse o largo, é encontrada uma imagem de uma calçada cuja geometria interessante, podia no entanto ser mais trabalhada. Procurou-se o equilíbrio entre o preto e branco, para que tivessem o mesmo peso visualmente, procurou-se também que fosse mais simples, por isso foi eliminado o quadrado preto e procurou-se que se apropriasse para uma escala maior. Esse padrão marca uma direcção, é perpendicular ao Edifício Douro o que lhe confere mais importância, pois todas as linhas de força se dirigem para ele. Esta direcção é rematada nas outras fachadas, que não ficam ortogonais com uma guia que contorna a implantação das casas.

O motivo da calçada é continuado pelos passeios e em alguns casos tem que ser feitos movimentos de rotação para que a geometria da calçada se adeqúe á geometria do local.

O material usado é o cubo de calcário branco e preto.

Em alguns locais estratégicos são colocados bancos para propiciar momentos de repouso e descanso, e também para controlar cotas do pavimento.

Em frente ao Edifício Douro é feita uma plataforma de nível para que seja possível usá-la como esplanada do Bar/Restaurante do Edifício Douro.

A entrada do Edifício Douro é marcada por uma fonte quadrada que pode ser usada também como banco. E a entrada da Igreja da Misericórdia é também assinalada com uma marca diferente no pavimento, subtil, e que dirige toda a atenção para a imponência e sumptuosidade da Igreja da Misericórdia.

Este largo caracteriza-se por uma forma irregular, que cria uma subdivisão do espaço, e uma ocupação excessiva pelo automóvel. Devido à sua forma, encontrar linhas de força orientadoras da geometria do espaço foi uma tarefa difícil!

Largo2

Os dois edifícios mais significativos do Largo de São Domingos devem ser enaltecidos e acentuados com marcas no pavimento, pontuando a sua entrada.

Largo3

O padrão escolhido para colocar na calçada revela um bom equilíbrio entre o preto e o branco, é simples e adequa-se a um espaço de grande escala.

Largo5

Este padrão marca uma direcção, dirige o percurso num determinado sentido e ao ser colocado na direcção do Edifício Douro confere a este uma maior importância.

LargoPlanta

Pormenor

Nas imediações do Largo o padrão continuaria, repetindo o mesmo módulo mas numa escala mais pequena e usando uma moldura, que soluciona os remates em zonas mais complicadas.

Foto mudada

Foto mudada2

Anúncios